Em 100º jogo de Neymar, Brasil encara Senegal

Em Singapura, onde o Brasil vai jogar nos próximos dias dois amistosos contra Senegal, nesta quinta-feira, e Nigéria, no domingo, ambos às 9h (de Brasília), Neymar vai atingir a marca de 100 jogos pela Seleção. A partida desta quinta-feira será disputada no Estádio Nacional, mesmo cenário em que o atacante do PSG marcou quatro gols contra o Japão em um amistoso disputado em 2014.

“Estou muito feliz por atingir essa marca. Nem nos melhores sonhos imaginei que isso pudesse acontecer”, declarou o atleta em coletiva de imprensa no hotel onde o Brasil está hospedado no país asiático. “(Em 100 jogos) são muitas decepções, derrotas, comete-se muitos erros. Mas se você for um cara que batalha no final de tudo você consegue redimir seus erros”, continuou.

O jogador, de 27 anos, também se defendeu das críticas de que recebe privilégios na Seleção. “Estou na Seleção há 10 anos. Sempre fui um dos principais nomes e um dos que carregava tudo nas costas. Nunca fugi disso. Sempre desempenhei meu papel muito bem na Seleção. Quando um atleta atinge um nível desse, é normal ter um tratamento diferente”, justificou.

Como exemplo, Neymar citou o amigo e ex-companheiro de Barcelona, o argentino Lionel Messi. “No Barcelona, o Messi tem um tratamento diferente. É porque ele é mais bonito? Não. É por tudo que ele faz. Não digo só de mim, mas de todo mundo que mostra um futebol nesse nível. É normal no futebol”, afirmou o atacante, que soma 61 gols e 36 assistências, com 70 vitórias, 19 empates e 10 derrotas pela Seleção.

Se Neymar, junto com Dani Alves, Thiago Silva, Casemiro, Coutinho e Marquinhos fazem parte da velha guarda (todos eles já vestiram a camisa da seleção mais de 40 vezes), o técnico Tite também tenta introduzir na equipe sangue novo de olho no futuro.

Nesta convocação são quatro as caras novas que o treinador vai apresentar: Marcinho (do Botafogo), Matheus Henrique (do Grêmio), Santos (do Athletico Paranaense) e Renan Lodi (do Atlético de Madrid). Este último Para o lateral-esquerdo do Atlético de Madrid será uma grande oportunidade para mostrar que merece ser o dono da posição e digno sucessor de jogadores míticos como Júnior, Branco e Roberto Carlos.

Ficha técnica

Brasil

Ederson; Dani Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Lodi (ou Alex Sandro); Casemiro, Coutinho e Arthur; Firmino, Neymar e Gabriel Jesus. Técnico: Tite.
Senegal
Gomis; Gassama, Salif Sané, Koulibaly e Wagué; Gueye, Alioune Ndiaye e Sarr; Mané, Keita e Mbaye Niang (ou Sow). Técnico: Alou Cissé
Local: Estádio Nacional de Singapura
Horário: 9h. Árbitro: não divulgado. Transmissão: Globo e Sportv

PUBLICIDADE

Comentários