Conservação de parque natural em Caruaru recebe reforço de cumpridores de penas alternativas

PUBLICIDADE
O Parque Natural Municipal Professor João Vasconcelos Sobrinho, conhecido como Serra dos Cavalos, em Caruaru, no agreste,  foi criado em 1983, para homenagear um importante ambientalista pernambucano, pioneiro na luta pela conservação ambiental. Esse trabalho de conservação é realizado, atualmente, no local, com a ajuda de cumpridores de penas alternativas, que são designados pela justiça para  prestação de serviços à comunidade. Os cumpridores são encaminhados pela Gerência de Penas Alternativas e Integração (Gepais), órgão da secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH).
No parque, que é uma reserva florestal serrana remanescente da mata atlântica, eles realizam limpeza, plantio de mudas, cultivo de plantas na sementeira, manutenção de cercas e recebem orientações sobre educação ambiental através de um profissional de Engenharia Agrônoma.
De acordo com Raquel Brandão, da Gerência de Penas Alternativas e Integração Social (Gepais), órgão da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, “é fundamental a integração entre o cumpridor e a instituição que será beneficiada com este serviço, pois é com o envolvimento de toda a sociedade que a ressocialização desse individuo pode ser possível”.
A Serra dos Cavalos está situada numa altitude que varia, entre 800 a 950m acima do nível do mar, e ocupa uma área de 359 hectares, sendo declarada pela Unesco, Reserva de Biosfera de Mata Atlântica.  Além dela, estão cadastrados à Gepais para recebimento de cumpridores, o parque das Baraúnas, o das Rendeiras, Severino Montenegro e São Francisco.
Diario de Pernambuco