O último suspiro: Sport e Náutico têm chance de protagonizar vexame histórico no PE2020

PUBLICIDADE
No futebol, às vezes, nem todos os prognósticos saem como o esperado. Ou o que deveria estar no ‘script’ de um roteiro comum, possível. Apontados como um dos principais candidatos ao título do 43º Campeonato Pernambucano deste ano, Sport e Náutico, a uma rodada do fim da primeira fase do Estadual, podem protagonizar, ambos, vexames históricos às suas torcidas: a chance de ficarem de fora das quartas de final da competição.
  • No Náutico, Dal Pozzo aguarda atacantes e cita características:
    No Náutico, Dal Pozzo aguarda atacantes e cita características: “jogador de enfrentamento”

É verdade que o Timbu e o Leão vivem situações diferentes no Estadual. Na prática, a chance maior de não classificação é do Sport. O Rubro-negro volta à Ilha do Retiro e logo em um clássico contra o Santa Cruz, precisa vencer a Cobra Coral – já classificada antecipadamente às semifinais do Pernambucano – a qualquer custo. Só assim para não precisar depender de outros resultados.

Isso porque, em caso de empate, o Leão continuaria dependendo de Afogados ou Central não vencerem seus jogos contra Vitória e Decisão, respectivamente, os piores colocados do Estadual.
O Náutico, por sua vez, tem um cenário mais brando pela frente. Apesar de enfrentar o Salgueiro, vice-líder e também garantido na semifinal, assim como o Santa Cruz, o Timbu, na prática,  precisa de apenas de um empate diante do Carcará. Somando 13 pontos, só ficaria fora se o Sport vencer o Tricolor, o Afogados golear o Vitória por 4 gols de diferença e o Central golear o Decisão por 5 gols de diferença.
Mas, ir para o Sertão disputar um jogo decisivo não está no hall de melhores memórias dos alvirrubros.  Em 2015, também contra o Salgueiro e no Cornélio de Barros, o Timbu jogava pelo empate para se classificar, mas foi goleado por 4 a 1 – com direito ao lateral João Ananias indo para o gol – e, pela primeira vez desde que foi instituído o novo formato do Pernambucano em 2011, ficou de fora das semifinais.

Outra briga 

Entre os times do interior, Afogados e Central precisam vencer na última rodada e torcer por uma derrota de Sport, Náutico ou mesmo do rival direto na luta pela vaga. O Petrolina e o Decisão, que tem um jogo a menos, também têm chance de classificação.
A Fera sertaneja precisa vencer o último jogo e torcer por derrotas do Afogados e do Central na última rodada e do Decisão contra o Santa Cruz. O Decisão precisa ganhar os dois jogos que vai fazer e torcer por uma derrota do Afogados na última rodada.
Super Esportes