Suspeito de agredir torcedor do Sport no dia do clássico é ex-cabo da Aeronáutica

PUBLICIDADE

A prisão de um integrante da Torcida Organizada Inferno Coral, suspeito de agredir brutalmente um torcedor do Sport antes do Clássico das Multidões no último sábado, foi detalhada pela Polícia Civil em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (12), no auditório do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O suspeito de 26 anos foi identificado como José Mário da Silva Júnior e é ex-cabo da Aeronáutica. Ainda em fase inicial, as investigações continuam para identificar outros suspeitos de envolvimento no crime. O homem admitiu participação no ato criminoso e, depois de passar por cirurgia, será encaminhado à delegacia em cumprimento de prisão temporária.

O homem foi o primeiro suspeito de envolvimento na agressão preso. O mandado de prisão foi cumprido na quarta-feira, no Hospital Getúlio Vargas, unidade onde o suspeito aguarda por uma cirurgia no braço direito, após sofrer fratura exposta ao cair das arquibancadas da Ilha do Retiro em meio a um tumulto no dia do jogo. O homem admitiu participação no ato criminoso e, depois de passar por cirurgia, será encaminhado à delegacia para cumprir prisão temporária. José Mário vai responder por tentativa de homicídio, associação criminosa e rixa.

A família de José Mário relata estar sendo ameaçada de morte. De acordo com um dos delgados responsáveis pelo caso, Diego Acioli, a pretensão dos familiares é tirar o suspeito do Estado, feito que, por lei não pode ser cumprido. Como medida cautelar, ele se encontra sob custódia da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) no HGV.

“No sábado, antes do jogo entre Sport x Santa Cruz houve um confronto generalizado entre torcidas. A partir de imagens obtidas e fotografias que estavam sendo divulgadas na internet, conseguimos identificar um dos agressores, talvez até o principal agressor. Na segunda-feira, representamos pela prisão temporária. Ele é um ex-cabo da Aeronáutica, envolvido na Torcida Organizada. Se vangloriava por participar de brigas. Então, temos esse indivíduo que foi identificado e vários outros suspeitos, mas a investigação está só começando”, explicou o delegado.

Ainda em fase inicial de investigação, os outros envolvidos na briga ainda não foram identificados. Agora o DHPP aguarda as imagens de câmeras de segurança localizadas no Hospital Português e nas redondezas de onde o crime foi protagonizado, na Ilha do Leite, Centro da Capital. O agressor acumula registro no sistema penitenciário por desacato.

Relembre o caso
Horas antes da partida entre Sport x Santa Cruz, pela sétima rodada da Copa do Nordeste, no último sábado, as duas principais Torcidas Organizadas dos times pernambucanos protagonizaram cenas de barbárie no Centro do Recife e na Região Metropolitana. No caso referido acima, vídeos que circularam pelas redes sociais mostram um grupo de uniformizados do Santa Cruz agredindo brutalmente um torcedor do Sport, nas mediações da Ilha do Leite, no Centro do Recife. O jovem de 16 anos foi socorrido às pressas por um funcionário para um hospital das redondezas e depois encaminhado ao Hospital da Restauração. O torcedor foi constatado com várias lesões na cabeça e no corpo, teve seis dentes quebrados e levou vários pontos na boca. Apesar da gravidade, o adolescente já recebeu alta e está em casa com os familiares, segundo a polícia, ainda com bastante dificuldade para falar em decorrência das pancadas sofridas.

Folhape