Álvaro e Ronaldo Alves podem voltar antes de possível fase final da Série B

PUBLICIDADE

Por mais que a paralisação dos jogos, provocada pela pandemia do novo coronavírus, tenha trazido uma série de prejuízos ao futebol, um determinado grupo de atletas pode ser favorecido indiretamente: os lesionados. No caso do Náutico, nomes como Camutanga, Ronaldo Alves e Álvaro podem retornar em uma fase menos avançada da temporada, já que a Série B, programada para o início de maio, não tem data para começar – antes também é preciso finalizar os torneios estaduais e regionais.

“Tivemos muitos problemas de lesão que interferiram nos resultados e no desempenho do time. Mas, com o tempo maior para voltar, poderemos ter alguns deles quando passar a pandemia”, afirmou o técnico Gilmar Dal Pozzo. O zagueiro Camutanga, por exemplo, pode retornar à equipe em julho. O jogador rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo no ano passado e já está com quase cinco meses de recuperação. Ronaldo Alves, também defensor, teve lesão completa do tendão de Aquiles, semanas antes da paralisação. Fez a cirurgia e tem previsão de volta aos gramados em outubro. Teoricamente, na reta final da Segundona, mas o calendário da competição deve ser alterado.

Antes da dupla se lesionar, quem já estava no departamento médico alvirrubro foi Álvaro, que também rompeu o ligamento cruzado e menisco do joelho, com previsão de volta até setembro. “Minha recuperação está boa. Vai fazer dois meses da minha cirurgia. Estou ganhando flexibilidade e isso vai me dando mais confiança. Vou ao CT diariamente pela manhã fazer fisioterapia, assim como Ronaldo. O retorno depende da minha evolução. Estou ansioso para voltar a jogar, mas respeitando os médicos. Não quero retornar antes de estar 100%”, afirmou o atacante. O atleta sofreu o problema após dividida em um treinamento com o zagueiro Carlão.

Exceção

Matheus Carvalho, por outro lado, foi prejudicado com a paralisação. Isso porque o jogador tinha uma cirurgia programada para fazer no joelho direito, mas o ela foi cancelada por conta determinação dos órgãos de saúde do Brasil de adiar procedimentos eletivos. Com isso, o jogador, que tinha prazo para retornar no final do ano, ainda aguarda a realização do procedimento e não terá tempo hábil de voltar a vestir a camisa do Náutico em 2020. O Timbu está no mercado em busca de um atacante de lado de campo para reforçar o elenco.

Folhape