Suposto homicida experiente é assassinado a tiros em Gravatá

Foto: Blog do Adielson Galvão
PUBLICIDADE
Pedro Augusto
A Polícia Civil de Pernambuco contabilizou mais um crime de morte praticado, neste ano, em Gravatá, no Agreste do Estado. Desta vez, quem levou a pior foi Antônio Barros de Morais, de 61 anos. De acordo com as primeiras informações levantadas sobre o caso, ele estava trafegando numa motocicleta, na manhã de hoje (07), na Rua Padre Augusto Soares, no Bairro Novo, quando foi surpreendido à bala por criminosos não identificados.
Antônio, que também era conhecido como “Toinho da Bacurinha”, era acusado de ter cometido vários assassinatos no município. Durante a sua estadia no sistema prisional, ele por pouco, não foi morto a facadas por um presidiário de 19 anos.
Após o levantamento cadavérico do Instituto de Criminalística, o corpo da vítima foi encaminhado ao IML do Recife.