Sem tradicional São João, Prefeitura de Caruaru lança plataforma solidária para ajudar trabalhadores

AME4050. CARUARU (BRASIL), 17/06/2019.- El denominado "Pátio do Forró" alberga un enorme escenario, donde se presentan grandes conciertos de reconocidos cantantes brasileños. El olor a pólvora, el sabor del maíz asado y el sonido de las tradicionales bandas de pífanos atraen todos los años a millones de personas a la ciudad de Caruaru, en el nordeste de Brasil, para celebrar durante dos meses la considerada mayor fiesta de San Juan del mundo. Esta localidad situada en el corazón del estado de Pernambuco, unos 130 kilómetros de distancia de la costera Recife, se transforma por completo entre mayo y julio para dar paso a una explosión cultural y artística que, como el Carnaval, es un reflejo más de la jovialidad del pueblo brasileño. EFE/ Fernando Bizerra Jr
PUBLICIDADE
Por conta da pandemia do coronavírus, o tradicional São João de Caruaru não vai ocorrer em 2020. E diante desse cenário, com o objetivo de dar suporte aos trabalhadores que vivem da festa, a prefeitura da cidade lançou a plataforma Caruaru Solidário. O anúncio oficial foi feito na manhã desta segunda-feira pela prefeita Raquel Lyra (PSDB) via live nas redes sociais.
“Este ano infelizmente a gente não vai poder realizar as festas de São João no formato tradicional”, iniciou a gestora. “Hoje, 1º de junho, a cidade já estaria coberta de festas, bandeirolas, balão”, lamentou.
Como alternativa para dar amparo aos mais prejudicados, a plataforma saojoaocaruarusolidario.com.br vai colher doações de cestas básicas, kits de higiene ou quantia em dinheiro. Além disso, doações também podem ser feitas no prédio da prefeitura ou na sede da Lions Clube. A prefeitura anunciou também que vai disponibilizar QR Codes para os artistas ajudarem na divulgação e arrecadação via lives.
“Desde que começou a pandemia discutimos com nossos parceiros, time da prefeitura, o formato mais adequado de enfrentar um momento desse e hoje lançamos o São João Caruaru Solidário”, disse. “Milhares de pessoas vivem do nosso São João e criamos esse projeto para ampliar nossa rede de solidariedade e chegar na vida de quem espera o ano inteiro para trabalhar nos festejos juninos”.
São  mais de 18 mil trabalhadores (cerca de 6 mil diretos e 12 mil indiretos) envolvidos nos festejos juninos, dentre bacamarteiros, artistas, garçons, gasoseiros, seguranças e serviços gerais. Por fim, a prefeitura também anunciou uma seção voltada aos provedores de comidas típicas – desde a colheita e até entregadores – por meio do site delivery.caruaru.pe.gov.br
Diario de Pernambuco