Morre o músico pernambucano Hugo Carranca, aos 42 anos

PUBLICIDADE

O músico pernambucano Hugo Carranca, que ficou conhecido como baixista da extinta banda Sheik Tosado e mais recentemente como baterista da banda do cantor Otto, faleceu nesta segunda-feira (17), por volta das 16h, no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no Recife. O artista de 42 anos lutava contra um tumor cerebral há meses, período em que também permaneceu internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Camilo (Unidade Santana), em São Paulo. As informações foram confirmadas pela família. O artista era querido na cena musical pernambucana e também nacional, tanto pela sua sensibilidade artística quanto pelo modo gentil e atencioso nas relações interpessoais.

Em nota, familiares e amigos agradeceram ao apoio que tiveram com o #RecuperaCarranca. As doações iriam auxiliar na realização de uma cirurgia, também ajudando em despesas de viagens, exames e tratamento. Os custos somavam R$ 180 mil – foram arrecadados R$ 162 mil. “A delicada situação do baterista gerou uma tocante onda de solidariedade, que tem sensibilizado os corações de gente de vários lugares do país. A família, amigas e amigos agradecem todas as contribuições e orações. Sabemos o quanto toda esta rede foi sincera e repleta de amor”. A família informou ainda que em breve informaria mais detalhes do velório.

No dia 16 de julho, Hugo foi submetido a um procedimento médico de alta complexidade. A cirurgia foi bem sucedida e, após o procedimento, ele continuou internado na UTI em estado delicado. Com a Sheik Tosado, o músico se apresentou no festival pernambucano Abril Pro Rock de 1998 e também no emblemático Rock in Rio 3, em 2001. Além do grupo e da banda de Otto, ele também colaborou em diversos projetos musicais, a exemplo de Anelis Assunmpção, Think Of One, Junio Barreto, Gero Camilo, Dizmaia, Reggae Express, Ganga Barreto, Boa Hora, Los 5, Márcia Castro, entre outros. São alguns dos muitos artistas que sentirão falta do talento do músico.

A admiração pelo artista também foi demonstrada, por exemplo, no Festival #RecuperaCarranca, realizado na primeira quinzena de agosto. O evento virtual teve como objetivo arrecadar fundos para a recuperação do músico. O evento teve participação de nomes como Alceu Valença, Siba, China (outro integrante da Sheik Tosado), Céu, Chico César, Catarina dee Jah, Zeca Baleiro, Isaar, entre outros. Artistas plásticos lcontemporâneos como José Patrício, Julia Debasse, Raoni Assis, Mariana Belém, Rinaldo, Luciana Mafra e Derlon também doaram cerca de 41 obras para a causa.

Diario de Pernambuco