Náutico derrota Guarani e conquista primeiro triunfo na Série B 2020

PUBLICIDADE

Se tem jogo do Náutico, tem empate? Foi assim nas quatro rodadas anteriores da Série B do Campeonato Brasileiro 2020. Nesta sexta (28), diante do Guarani, no Brinco de Ouro, o filme parecia se repetir. Parecia, mas não aconteceu. Aos 46 do segundo tempo, o atacante Paiva fez o gol do 2×1 que marcou o primeiro triunfo do Timbu no torneio.

Gilson Kleina prometeu e cumpriu. Como adiantado na véspera do jogo, o técnico mudou o posicionamento de Jorge Henrique, tirando o jogador do posto de segundo volante para acioná-lo no meio, mais próximo de Jean Carlos. Na frente, nada de três atacantes; Erick e Salatiel permaneceram na equipe, mas Dadá Belmonte perdeu espaço para Matheus Trindade, que fechou a cabeça de área com Rhaldney.

Depois de passar 15 minutos tentando se organizar em campo, o Náutico conseguiu equilibrar as ações e, posteriormente, aproveitar os espaços para criar chances perigosas, como no chute de Simões, que desviou em Jorge e quase enganou o goleiro Rafael, ou na cabeça de Salatiel, na trave. As oportunidades do Guarani não exigiram trabalho de Marcão.

O Náutico era superior ao Guarani, ainda que apresentando certa discrepância entre os lados – esquerdo melhor que o direito. Teve mais posse de bola, se movimentou bem, com Jean Carlos circulando livre, mas pecou na pontaria. A chance desperdiçada por Salatiel foi daquelas de deixar o torcedor incrédulo. Após receber cruzamento do camisa 10, o centroavante alvirrubro, na pequena área, sozinho, se enrolou com a bola e desperdiçou.

Se Salatiel não aproveitou, o mesmo não vale para Eduardo Person. Aos 45, o volante acertou um chute de longe, no ângulo de Marcão, fazendo o Náutico pagar por seus erros: 1×0 Guarani.

Recuperar-se em um jogo após sair perdendo, feito raríssimo nesta temporada, foi a missão do Náutico para o segundo tempo. Spoiler: missão cumprida, porém no sufoco. Tentando corrigir o buraco no meio-campo, Kleina acionou Jhonnatan na vaga de Trindade. Para aumentar a ofensividade pelo lado direito, o Timbu trocou Hereda e Erick por Bryan e Thiago.

As entradas de Paiva na vaga de Jorge Henrique e Erick Daltro na de Willian Simões completaram a lista de opções dos alvirrubros para mudar o cenário da partida. A primeira solução, porém, veio de um nome que costumeiramente tem salvado o Náutico na temporada. Após passe de letra de Salatiel, Jean Carlos chegou batendo da entrada da área e empatou a partida para os pernambucanos.

O roteiro do jogo parecia se encaminhar para o mesmo dos últimos quatro jogos: o de empate. Mas, finalmente, a sina de ficar no “quase” terminou. Aos 46, Erick Daltro cruzou, o goleiro Rafael Pin afastou mal a bola e Paiva, de cabeça, tirou a “inhaca” do Náutico. O Timbu venceu a primeira na Série B 2020.

Ficha técnica

Guarani 1

Rafael Pin; Cristovam, Wálber, Didi e Bidu; Deivid (Arthur Resende), Eduardo Person, Giovanny (João Paulo) e Crispim (Pablo); Todinho (Elias Carioca), Bruno Sávio e Rafael Costa. Técnico: Thiago Carpini

Náutico 2

Marcão; Hereda (Bryan), Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Willian Simões (Erick Daltro); Rhaldney, Matheus Trindade (Jhonnatan), Jorge Henrique (Paiva) e Jean Carlos; Erick (Thiago) e Salatiel. Técnico: Gilson Kleina

Local: Brinco de Ouro (Campinas/SP)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC). Assistentes: Thiaggo Americano Labes e Gizeli Casaril (ambos de SC)
Gols: Eduardo Person (aos 45 do 1ºT), Jean Carlos (aos 31 do 2ºT) e Paiva (aos 46 do 2ºT)
Cartões amarelos: Deivid, Bidu, Person (G); Jean Carlos, Paiva, Trindade (N)