Homem é preso ao receber 400 comprimidos de ecstasy que seriam vendidos em raves na RMR

PUBLICIDADE

Cerca de 400 comprimidos de ecstasy enviados pelos Correios da agência do Guarujá, em São Paulo, para a unidade do Janga, em Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR), foram apreendidos em uma ação conjunta entre Polícia Federal, Receita Federal, Correios e Secretaria Estadual da Fazenda. Um homem de 22 anos que recebeu a droga sintética foi preso. O entorpecente seria distribuído em festas raves da RMR.

Segundo a Polícia Federal, que divulgou a ocorrência nesta segunda-feira (5), o caso ocorreu na última quarta-feira (30). Cães farejadores e aparelhos raio-X identificaram os comprimidos, que estavam escondidos em duas caixas de som enviadas pelo sistema postal.

Os policiais federais acompanharam a entrega da encomenda ilícita ao destinatário e seguiram até a residência do suspeito, que estava na casa do tio, no bairro de Maranguape, também em Paulista.

Aos policiais, o homem confessou ter utilizado o endereço do tio para receber a droga. Ao ser preso, confessou que receberia R$ 200 para entregar o ecstasy a outra pessoa, que não revelou qual seria, segundo a PF.

Investigações da polícia apontaram que a droga seria enviada a um presidiário que cumpre pena por tráfico de drogasa sintéticas e os comprimidos seriam vendidos e distribuídos em festas raves da Região Metropolitana do Recife.

O homem recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido para a Superintendência da Polícia Federal no Recife, onde terminou autuado em flagrante por tráfico interestadual de entorpecentes e associação. Caso condenado, podem pegar penas de três a 25 anos de reclusão, além de multa.

O suspeito foi encaminhado para a audiência de custódia, na qual teve confirmada a prisão preventiva. Em seguida, foi levado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na RMR. Ele está à disposição da Justiça Estadual.