Recife proíbe toldos, mesas e comércio na orla da praia na noite do Réveillon

PUBLICIDADE

Com o objetivo de evitar aglomerações, a Prefeitura do Recife (PCR) anunciou, nesta segunda-feira (28), que o comércio e a utilização das praias da Capital pernambucana só acontecerão livremente até das 17h da quinta-feira (31), com liberação às 6h do dia 1º de janeiro.

Além do comércio na praia, de quiosques, barracas ou ambulantes, também não poderão ser instaladas mesas, cadeiras, bancos, toldos, coolers ou qualquer outro objeto ao longo de toda a praia.

Para que as medidas sejam seguidas adequadamente, equipes vão fiscalizar, conscientizar a população e distribuir máscaras de proteção durante toda a quinta-feira. No dia 1º de janeiro, os comerciantes poderão reabrir às 6h, desde que estejam seguindo as normas sanitárias vigentes.

O secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga, destacou a importância do cumprimento das normas. “Sabemos que não é o que ninguém esperava para o Réveillon, mas são medidas necessárias para a saúde da população e, se todos fizerem a sua parte, sairemos dessa situação mais rapidamente e com menos danos”, comentou.

O trabalho de fiscalização será feito por profissionais das secretarias de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc), Turismo, Esportes e Lazer (Seturel), além da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), Guarda Municipal do Recife (GMR) e Diretoria Executiva de Controle Urbano (Dircon). No total, 228 trabalhadores estarão na orla entre a quinta e a sexta-feira.

A Guarda Civil Municipal do Recife (GCMR) vai participar da operação na orla de Boa Viagem no Réveillon com oito viaturas, com três agentes em cada. Além dos 24 guardas nos veículos, mais 34 vão estar em apoio ao serviço do Controle Urbano.

A Autarquia de Transito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) manterá um efetivo com 105 profissionais, entre agentes e orientadores de trânsito, para informar os cidadãos quanto ao uso de máscara e a preservação do distanciamento social, necessários para evitar o contágio do novo coronavírus.

Fiscais da Dircon vão fazer ronda em toda a praia para coibir o descumprimento das normas. Em caso de flagrante, os comerciantes serão notificados e, caso haja reincidência, a mercadoria será apreendida e uma suspensão da licença pode ser aplicada.

Folhape