Assassinos de policial rodoviário se entregam e confessam o crime

PUBLICIDADE
Um policial rodoviário federal foi morto a tiros na madrugada do domingo (10), em uma lanchonete no bairro do Alto do Mandu, na Zona Norte do Recife. Eduardo Souza Lima Júnior, 37 anos, se envolveu em uma discussão com dois homens, um deles acabou disparando tiros que atingiram a cabeça de Eduardo, que faleceu no local.
Os dois suspeitos que mataram Eduardo, são irmãos.  Sávio Norberto Holanda de Souza, de 25 anos, e Darlisson Lucas Holanda de Souza, de 19 anos, acabaram se entregando à Polícia Civil no Complexo Policial de Jaboatão dos Guararapes. Um homem, de 37 anos, que não teve a identidade revelada também acabou sendo atingido por uma bala e ficou ferido.
Os dois suspeitos foram encaminhados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que ficou responsável pelas investigações do crime. Os homens foram indiciados pelos crimes de tentativa de homicídio e homicídio qualificado. Sávio, em depoimento, -segundo as informações passadas pelo advogado dos irmãos, Fernando Coelho- confessou ter atirado no policial. A defesa também informou que Sávio e Darlisson teriam entrado em uma discussão com o policial e que teriam sidos ameaçados. Sávio, logo depois disso, foi buscar uma arma, que logo depois do crime foi descartada em um açude, na Zona Norte do Recife.
Os suspeitos foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal (IML), para passarem por exame de corpo de delito. Logo após isso, serão submetidos a uma audiência de custódia que irá definir se eles vão responder pelo crime em liberdade ou presos.
Segundo as informações da PRF, Eduardo Souza trabalhou na delegacia de Ariquemes, em Rondônia, e estava em Pernambuco há poucos dias. Além de policial Eduardo também era músico e professor. O corpo de Eduardo foi enterrado na manhã desta segunda (11) no cemitério de Santo Amaro, no Recife.
Diario de Pernambuco