Caruaru fecha 2020 com saldo positivo na geração de empregos

PUBLICIDADE

Apesar da pandemia da Covid-19, que afetou toda economia mundial, Caruaru fechou 2020 com o saldo positivo no que se refere à criação de empregos formais. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no acumulado do ano, a Capital do Agreste somou 1.268 postos de trabalho a mais em comparação com todo o ano de 2019, que, por sua vez, chegou ao seu término com apenas 581 postos de acréscimo em relação a 2018.

Dentre os setores que fecharam 2020 com o maior número de empregos formais gerados em Caruaru, estiveram o Comércio, com 705 vagas; os Serviços, com 270; a Indústria, com 260 ofertas preenchidas; a Construção Civil, com 26, e a Agropecuária, com sete postos de trabalho a mais em relação a 2019.

Segundo ainda os números do Caged, especificamente em relação ao último mês de dezembro, foram criados 252 empregos, ante o mesmo período do ano anterior. Foi o sexto mês seguido de alta, no que diz respeito ao surgimento de novas vagas.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Economia Criativa, André Teixeira Filho, tal desempenho é reflexo dos investimentos que foram realizados pela Prefeitura de Caruaru para impulsionar a economia local em tempos de pandemia.

“No ano passado, durante o período crítico da Covid-19, a prefeita Raquel Lyra pôs em prática uma série de medidas para dinamizar a economia neste período difícil. Exemplos disso foram os deliverys Sulanca e Caruaru, bem como as prorrogações de alvarás e a possibilidade de financiamento do Refis em 60 parcelas, somadas a outras ações que contribuíram para com a manutenção e a criação de novos postos de trabalho. O Governo Municipal continuará trabalhando bastante para que a nossa economia obtenha resultados ainda mais expressivos quanto à geração de empregos”, destacou Teixeira.