Projeto Facilita, oferecido pela Prefeitura de Caruaru, contribuiu para a abertura de duas mil empresas no município

PUBLICIDADE

Em 2020, Caruaru ocupou a sexta posição no ranking dos municípios que mais abriram empresas no Estado. De acordo com os dados oficiais da Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe), ao todo, 5.240 empreendimentos do tipo passaram a operar na Capital do Agreste, distribuídos nos mais variados segmentos da economia local. Somado à alta aptidão para os negócios por parte dos caruaruenses, que, em muitos casos, tiveram de se readaptar às necessidades do mercado em tempos de pandemia da Covid-19, outro fator acabou sendo preponderante para o desempenho destacável da cidade: o projeto Facilita, da Prefeitura de Caruaru.

Desenvolvido pela PMC, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Economia Criativa (Sedetec), conforme o seu próprio nome destaca, a iniciativa tem como principal objetivo o de facilitar a abertura de micros e pequenas empresas na Capital do Agreste. Para isso, mantém parceria com a Jucepe e também conta com a atuação de seis pastas municipais, sendo elas a própria Sedetec; a Fazenda (Sefaz); a Saúde, com a Vigilância Sanitária; a Autarquia de Mobilidade, Trânsito e Transportes de Caruaru (AMTTC), além da Autarquia de Urbanização e Meio Ambiente (URB).

De outubro de 2017 até janeiro de 2021, período em que o Facilita existe, ele contribuiu para com a abertura de 2.182 empresas, entre micros e pequenas. Através dele, 2.796 pedidos de início de operações do tipo foram avaliadas, sendo ainda responsável por uma redução de mais de 90% no tempo médio de análise dos processos em comparação a métodos adotados anteriormente.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Economia Criativa, André Teixeira Filho, o projeto Facilita tem sido bastante eficaz, no que se refere à sua atuação. “Isso porque ele desburocratiza o processo, oferecendo mais agilidade durante a abertura de empresas. Antes dele, o empresário levava em média nove meses para abrir uma empresa, agora, até 15 dias úteis. De forma conjunta com a Jucepe, utilizamos um sistema digital que interliga as análises das secretarias envolvidas nesse processo, de forma integrada e mais rápida. Quase 2 mil empresas já foram abertas com o Facilita e a economia caruaruense só tem se beneficiado com a iniciativa”, disse.

A gerente regional do Sebrae Pernambuco, Débora Florêncio, também destacou a importância do Facilita para a economia local. “Quando esse projeto foi posto em prática, Caruaru levava vários meses para formalizar uma empresa, dependendo da complexidade das licenças concedidas. Saber que hoje uma empresa pode estar formalizada e funcionando dentro da lei, em até duas semanas, foi um ganho inestimável à economia. O empreendedorismo é uma via segura para a retomada da economia e do desenvolvimento econômico, então, ter esse nível de desburocratização no município é um grande avanço”, afirmou.

Mais informações sobre o Facilita e como aderi-lo pelo site: facilita.caruaru.pe.gov.br