Prefeitura de Caruaru intensificará ações de fiscalização a partir desta sexta-feira (26)

PUBLICIDADE

A Prefeita Raquel Lyra se reuniu com o Comitê de Crise de Combate à covid-19, na manhã desta quinta-feira (25), para traçar estratégias que serão colocadas em prática durante o período em que o decreto estadual estabelece a proibição de atividades econômicas, das 20h às 5h, na região. O encontro, realizado na Sala de Monitoramento da Prefeitura, contou com a presença das secretarias que estão diretamente ligadas ao enfrentamento da pandemia no município, trabalhando de forma integrada.

Ficou definido que, a partir desta sexta-feira (26), o Grupo de Fiscalização Integrada, intensificará as suas ações de combate à Covid-19 no município. O objetivo é verificar o cumprimento do novo decreto estadual em estabelecimentos comerciais e em todas as demais categorias que foram autorizadas a funcionar na cidade. No período noturno e no final de semana, as fiscalizações continuarão sendo realizadas em bares e restaurantes.

De acordo com a Prefeita Raquel Lyra, os esforços devem ser compartilhados para que os resultados sejam efetivos. “Seguiremos trabalhando, reforçando ainda mais as ações no enfrentamento da pandemia em nossa cidade. Nossas equipes estarão nas ruas fiscalizando e realizando ações educativas. O momento é delicado e é preciso o apoio de todos para que as medidas sejam cumpridas”, destacou a prefeita, durante a reunião.

No período compreendido entre 26 de fevereiro e 10 de março de 2021, estão vedadas as atividades econômicas e sociais. De segunda a sexta-feira, das 20h até as 5h, e, aos sábados e domingos, das 17h até as 5h. O planejamento das ações envolve as secretarias de Ordem Pública, da Fazenda e de Serviços Públicos, bem como a Guarda Municipal, Procon, Ouvidoria, Vigilância Sanitária e a Autarquia de Urbanização e Meio Ambiente de Caruaru, além de entidades parceiras, como Polícia Militar, Bombeiro Militar, Bombeiro Civil e Disque-denúncia.

“Os estabelecimentos comerciais devem funcionar em conformidade com as regras de uso obrigatório de máscaras, higiene e distanciamento mínimo entre as pessoas. Os locais devem informar, por meio de folheto, na entrada da loja, a quantidade máxima de pessoas. Em caso de descumprimento das medidas, os estabelecimentos estarão sujeitos à suspensão do alvará, aplicação de multa e, em último caso, de condução à delegacia de polícia, em função do enfrentamento à Covid-19”, comentou o secretário de Ordem Pública, coronel Patrício Filho.

REFORÇO – Para reforçar a parceria com a Polícia Militar, nesta quinta-feira (25), foi realizada uma reunião no 4º BPM, sobre as ações de fiscalização e o apoio para a próxima segunda-feira (1º), na organização da Feira da Sulanca. “Vamos enfrentar mais um período de intensificação das fiscalizações. A Polícia Militar, o 4º PBM e o 1º Biesp estarão com as equipes integradas com a Prefeitura de Caruaru realizando esse trabalho nas áreas urbana e rural. Contamos com a ajuda da população. Sabemos que é um período curto, mas contamos com a colaboração de todos, para que os índices de contaminação voltem a reduzir”, disse o tenente-coronel Saraiva, do 4º Batalhão.

TRANSPORTE PÚBLICO – A Autarquia de Mobilidade, Trânsito e Transportes de Caruaru (AMTTC) está em diálogo permanente com as empresas sobre a manutenção da frota de veículos e o número de viagens realizadas no transporte público coletivo pela cidade, com o objetivo de suprir a necessidade da população. Caso alguém presencie alguma irregularidade, deve entrar em contato pelo (81) 3723-2838.

FEIRA DA SULANCA – Após reunião realizada com representantes da Feira da Sulanca, foi definido que o comércio no Parque 18 de Maio funcionará nas segundas-feiras, a partir das 5h, nos dias 1° e 8 de março. Ficou determinado ainda que não poderá ocorrer circulação de pessoas no Parque 18 de Maio, entre as 17h do domingo e as 5h da segunda-feira.

A população pode contribuir denunciando por meio do Disque-denúncia, pelo telefone 3719-4545 (das 7h às 19h, de segunda a sábado) ou pelo WhatsApp 98256-4545/98170-2525. Outro contato disponível é o da Ouvidoria, no número 156 (das 7h às 13h, de segunda a sexta) ou no WhatsApp 98384-5936. A denúncia pode ser feita também pelo 190 da Polícia Militar.