Prefeitura de Caruaru intensificou ações de fiscalização em bares e restaurantes

PUBLICIDADE

Teve início, na última sexta-feira (26), a intensificação das ações de combate à Covid-19 no município de Caruaru. O Grupo de Fiscalização Integrada verificou o cumprimento do novo decreto estadual em estabelecimentos comerciais e em todas as demais categorias que foram autorizadas a funcionar na cidade. Em três dias, 70 estabelecimentos foram fiscalizados, desses, 19 foram notificados.

O planejamento das ações, neste fim de semana, envolveu as secretarias de Ordem Pública, da Fazenda e de Serviços Públicos, bem como a Guarda Municipal, Procon, Ouvidoria, Autarquia de Mobilidade, Trânsito e Transportes de Caruaru, Vigilância Sanitária e a Autarquia de Urbanização e Meio Ambiente de Caruaru, além de entidades parceiras, como Polícia Militar, Bombeiro Militar, Bombeiro Civil, Disque-denúncia, Procon Estadual, Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Até o dia 10 de março de 2021, estão vedadas as atividades econômicas e sociais nos seguintes horários: de segunda a sexta-feira, das 20h até as 5h, e, aos sábados e domingos, das 17h até as 5h.

“Nosso trabalho começou na sexta-feira (26), às 20h, e mais uma vez a população foi essencial no planejamento da equipe. Recebemos várias denuncias, por meio da ouvidoria, e, principalmente, pelo Disque-denúncia. Ainda encontramos alguns bares e restaurantes funcionando normalmente, mas, com o dialogo, os proprietários entenderam a importância de encerrar as atividades. Reforçamos que os estabelecimentos estão sujeitos à suspensão do alvará, aplicação de multa, interdição e, em último caso, de condução à delegacia de polícia, em função do enfrentamento à Covid-19”, comentou o coordenador de Operação da Secretaria de Ordem Pública, Diogo Ramalho.

A população pode contribuir denunciando por meio do Disque-denúncia, pelo telefone 3719-4545 (das 7h às 19h, de segunda a sábado), ou pelo WhatsApp 98256-4545/98170-2525. Outro contato disponível é o da Ouvidoria, no número 156 (das 7h às 13h, de segunda a sexta) ou no WhatsApp 98384-5936. A denúncia pode ser feita também pelo 190 da Polícia Militar.