Prefeitura de Caruaru e entidades discutem medidas restritivas adotadas para o comércio

PUBLICIDADE

A Prefeitura de Caruaru, por meio das secretarias de Saúde, Serviços Públicos e de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Economia Criativa (Sedetec), realizou reunião virtual, na manhã desta terça-feira (16), com representantes de entidades ligadas ao comércio local. Em pauta, o atual cenário de proliferação da Covid-19 no Agreste do Estado, o que motivou, esta semana, a adoção de medidas ainda mais restritivas por parte do Governo de Pernambuco.

Conforme decreto estadual, desta quinta-feira (18) até o próximo dia 28, com exceção dos serviços essenciais, ficarão proibidos de funcionar os serviços de bares e restaurantes (apenas através de delivery e retirada), shoppings (poderão também ter entrega e ponto de coleta), galerias comerciais, óticas, salas de cinema e teatros, academias, salão de beleza e similares, comércio varejista de vestuário, calçados, eletroeletrônicos e linha branca, cama, mesa e banho e produtos de armarinho. Em contrapartida, de uma forma geral, o comércio poderá funcionar com delivery de todo tipo de mercadoria.

Durante o encontro virtual, os secretários municipais de Saúde, de Desenvolvimento Econômico e de Serviços Públicos, respectivamente, Breno Feitoza, André Teixeira Filho e Ytalo Farias, destacaram as ações que estão sendo postas em prática pela Prefeitura de Caruaru em cumprimento à quarentena mais rígida em todo o Estado, como os programas Delivery Caruaru e Delivery Sulanca Caruaru, que incentivam a compra de produtos através do serviço de entrega.

Além dos secretários, estiveram participando do encontro representantes da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), da Câmara de Dirigentes Lojistas de Caruaru (CDL) e da Associação dos Sulanqueiros de Caruaru.