Com gol de Jean e Camutanga ‘salvador’, Náutico vence Goiás

PUBLICIDADE

Entra jogo, sai jogo, e o Náutico continua invicto na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta (9), o Timbu venceu o Goiás por 1×0, na Serrinha, pela décima rodada da competição. Jean Carlos foi o autor do gol do vitória, que também teve o zagueiro Camutanga como um dos heróis da noite. Com o resultado, a equipe ampliou a vantagem no topo da tabela, chegando aos 24 pontos. O Coritiba é o segundo, com 20. O próximo compromisso dos pernambucanos é na segunda (12), contra a Ponte Preta, nos Aflitos.

Um Náutico remodelado na defesa entrou em campo para encarar o Goiás. Sem Alex Alves, com um desconforto na coxa esquerda, Jefferson foi acionado no gol. Na lateral, Hereda, ainda se recuperando de um problema muscular, ficou fora. Bryan e Rafinha formaram as laterais. Na zaga, com a saída de Wagner Leonardo, que retornou ao Santos, Yago ocupou o setor com Camutanga.

Com muita marcação de ambos lados, a bola circulou pouco na grande área das equipes. O Náutico procurou aproximar Rafinha e Vinícius pelo lado esquerdo para furar o bloqueio dos goianos. O Timbu era superior na posse de bola e mais consciente na troca de passes. Ainda assim, escapou por pouco de não sofrer um gol. Na primeira chegada dos mandantes, Bruno Mezenga arriscou de longe e acertou a trave.

O mando de campo era do Goiás, mas quem se sentiu em casa foi o Náutico. Os pernambucanos rondavam a área do goleiro Tadeu, mas ficou faltando arriscar mais nas finalizações. O melhor lance foi uma cobrança de falta de Jean Carlos bem defendida pelo camisa 1 dos goianos.

O Goiás voltou do intervalo sem mudanças de peças, mas sim de comportamento. Dadá Belmonte “entrou” no jogo, dando trabalho ao lado direito da defesa do Náutico. Em duas investidas, o atacante levou bastante perigo. Primeiro, com chute colocado para fora. Depois, em lance que pediu penalidade, mas sem convencer o árbitro.

Vendo os mandantes crescerem no jogo, o técnico Hélio dos Anjos decidiu deixar o Náutico mais ofensivo, sacando Marciel para a entrada de Giovanny. Yago, por contusão, foi substituído por Carlão, enquanto Breno Lorran entrou no posto de Rafinha.

Camutanga não marcou gol, mas pode dizer que teve a mesma emoção de balançar as redes. Após falha na marcação, Alef Manga driblou Jefferson e chutou, O zagueiro alvirrubro deu um pulo e salvou o que seria o tento dos goianos.

Em dois lances, Jean Carlos viveu emoções distintas. Na mais clara, após cruzamento de Bryan, o camisa 10, livre de marcação, finalizou para fora. Frustração que se transformou em alegria minutos depois. Em cobrança de falta, a bola acertou a barreira e voltou nos pés do meia. O rebote foi aproveitado com um chute rasteiro, no canto de Tadeu, para fazer 1×0 para o Náutico.

Por pouco, o triunfo dos visitantes não foi mais tranquilo. Breno Lorran acertou a trave e, na sequência do lance, Paiva, na pequena área, isolou. Para a sorte dos alvirrubros, o mesmo infortúnio que aconteceu diante do CRB, ao sofrer um gol no fim que impediu a vitória, passou longe da Serrinha. No fim, festa do Timbu em uma vitória importante na Série B.

Ficha técnica

Goiás 0
Tadeu; Apodi (Vinícius Lopes), David Duarte, Reynaldo e Arthur; Breno, Caio e Luan Dias (Everton Brito); Dadá Belmonte (Nicolas), Alef Manga e Bruno. Técnico: Pintado

Náutico 1
Jefferson; Bryan, Camutanga, Yago (Carlão) e Rafinha (Breno); Trindade, Rhaldney, Marciel (Giovanny) e Jean Carlos (Matheus Carvalho); Vinícius (Iago Dias) e Paiva. Técnico: Hélio dos Anjos

Local: Serrinha (Goiânia/GO)
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Junior (AM). Marcos Santos Vieira e Uesclei Regison Pereira dos Santos (ambos do AM)
Gols: Jean Carlos (aos 30 do 2ºT)
Cartões amarelos: Rafinha (N)