Em Pernambuco, homem é suspeito de engravidar neta de 12 anos e abusar de duas crianças

PUBLICIDADE

No Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, um homem de 58 anos foi indicado como suspeito de ter engravidado a própria neta, uma adolescente de 12 anos. Segundo a Polícia Civil o homem também tem envolvimento em mais outros dois casos de estupros, de duas crianças, de 5 e 6 anos, também no Cabo.  Ambos os casos foram registrados na mesma delegacia.

No primeiro caso, com o inquérito aberto no dia 7 de julho na Delegacia de Polícia da Mulher do Cabo, o homem – que não teve o nome revelado, para preservar a identidade das menores- responde por estupro de vulnerável por violência doméstica e familiar. Neste caso, o avô foi o responsável pela gravidez da neta.
No segundo caso, o inquérito foi aberto no dia 12 de julho, na mesma delegacia, o homem também foi indiciado por estupro de vulnerável por violência doméstica e familiar. Neste caso, a diferença é que o homem não tem grau de parentesco com as menores de 5 e 6 anos, que foram violentadas sexualmente.
Ainda segundo a nota divulgada pela Polícia Civil, as famílias das menores e do suspeito mantêm convívio e relação familiar. A polícia afirmou que, no segundo caso, as mães das vítimas só procuraram a delegacia para prestar queixa sobre o acontecido quando receberam informações do estupro envolvendo a adolescente de 12 anos.
As investigações sobre os casos já foram iniciadas pela Polícia Civil. Pernambuco registrou em um intervalo de apenas quatro meses, 952 casos de estupro entre janeiro e maio de 2020 segundo os dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS).
Folhape