Veja dicas para economizar energia com a implantação da bandeira ‘escassez hídrica’

PUBLICIDADE

Os efeitos da pior crise hídrica dos últimos 91 anos no Brasil provocam sucessivos aumentos da conta de luz e assustam os consumidores. A necessidade de economizar energia elétrica é cada vez mais urgente.

Nessa terça-feira (31), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou mais um reajuste da tarifa, com a implantação da bandeira de “escassez hídrica”, que cobrará R$ 14,20 a mais a cada 100 kWh consumidos.

A nova tarifa se aplica a todos os consumidores, com exceção ao estado de Roraima e aos 12 milhões de consumidores inscritos no programa Tarifa Social.

O ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque pediu o envolvimento de toda a sociedade para evitar apagões e racionamento de energia nos próximos meses. Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, ele explicou a situação hídrica nos reservatórios das usinas e a alta na tarifa para pagar a energia produzida por termelétricas e a importada de países vizinhos.

Para sentir menos efeitos no bolso, medidas como reduzir o tempo de banho no chuveiro elétrico e regular uso de equipamentos como ar-condicionado e ferro de passar são importantes.

“A luz é uma despesa que absolutamente ninguém pode se livrar, porque hoje é praticamente impossível fazer qualquer coisa sem ter eletricidade em casa. Mas os impactos vão muito além; com o aumento do custo da energia elétrica, também se deverá observar o aumento de produtos que dependem dela para serem produzidos, em resumo, quase todos. A hora é de total preocupação e redução de gastos”, diz o PhD em educação financeira Reinaldo Domingos.

Confira dicas para economizar energia elétrica

Chuveiro elétrico
– Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos
– Selecionar a temperatura morna no verão
– Verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo

Ar-condicionado
– Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado
– Manter os filtros limpos
– Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar-condicionado
– Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

Geladeira
– Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário
– Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções
– Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira
– Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos
– Não forrar as prateleiras
– Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente

Iluminação
– Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo
– Pintar o ambiente com cores claras
– Durante o dia, pode não ser necessário acender as luzes se você tiver grandes janelas em sua casa
– Limpe seus spots e lâmpadas regularmente. A poeira acumulada em sua superfície também pode fazer com que a luz emitida seja mais fraca, afetando a iluminação de sua casa
– Instale lâmpadas econômicas (Fluorescentes ou LED). Elas iluminam o dobro das lâmpadas clássicas (Incandescentes) e usam menos energia, além de que não é necessário trocá-las com tanta frequência. Mesmo assim, evite luzes acesas

Ferro de passar
– Juntar roupas para passar de uma só vez
– Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura
– Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa

Aparelhos em stand-by
– Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências
– Busque formas de aumentar a duração da bateria de aparelhos como smartphones e notebooks, evite manter eles constantemente conectados a pontos de energia
– Fuja de hábitos modernos como tevês ligadas enquanto usa outros aparelhos, é um gasto desnecessário que poucos se atentam.

Folhape