32ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana deve injetar cerca de R$ 15 milhões na economia

PUBLICIDADE

Com a vacinação em ritmo acelerado, a retomada da economia ganha força e suporte de ações que favorecem o ambiente de negócios, sem deixar de lado os cuidados ainda necessários para conter o coronavírus. No Agreste do Estado, uma dessas ações é a 32ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana (RNMP), que será realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) e o Sebrae, de 15 a 17 de setembro. A expectativa dos organizadores é de que os números desta edição sejam expressivos e reflitam essa recuperação, superando em 100% o montante movimentado na mesma edição do ano passado, que aconteceu em outubro, quando R$ 7,2 milhões foram gerados.

Já são esperados 300 compradores de todo o País, com destaque para varejistas das regiões Norte e Centro-Oeste que respondem pela maior parcela dos clientes desta edição . Os visitantes convidados têm translado, transporte e alimentação integralmente custeados pela organização. Para atendê-los, 120 expositores dos segmentos surfwear, streetwear, praia, fitness, modas íntima, femininas e masculina, bebê, infantil e jeans, além de bolsas, calçados e acessórios, estão confirmados e irão expor suas coleções primavera/verão na estrutura de mais de seis mil metros quadrados montada especialmente para 32ª RNMP, no Polo Caruaru. O amplo espaço, que conta também com ventilação natural, favorece o distanciamento social nos três dias de evento.

Esse foi um dos fatores que favoreceram a realização de duas edições da Rodada de Negócios, no período de mais de um ano e meio de pandemia, tendo sempre a liberação dos órgãos sanitários competentes. Devido à relevância da iniciativa para o setor produtivo de confecções, um dos mais impactados pela crise, Acic e Sebrae enfrentaram o desafio de promover um evento desse porte em uma fase delicada e, com o objetivo de contribuir ainda mais com a manutenção do emprego e da renda gerados pelo setor, lançaram o e-commerce do evento, que está em pleno funcionamento e garante que o ecossistema da RNMP se mantenha aquecido entre uma edição e outra. Atualmente, 50 fábricas pernambucanas expõem suas peças na plataforma on-line para o mundo todo.

“O evento tem servido como grande suporte para as empresas durante todo o momento da pandemia, tendo mantido seu calendário de execução e se adaptando às exigências e protocolos de segurança, preservando a saúde, mas, também, os milhares de empregos da cadeia produtiva. Neste momento não será diferente, a vinda de compradores de todas as regiões do Brasil marca esse momento de recuperação da atividade e inicia o ciclo de compras do último trimestre do ano, promovendo a retomada da produção e das oportunidades de trabalho ligadas ao setor”, ressalta o coordenador do evento, Wamberto Barbosa.

A nova edição da Rodada também dará continuidade a outras ações de sucesso dentro do evento. O mix de expositores da 32ª RNMP será incrementado por 10 empresas da 3ª edição do Caruaru Moda Mundo (CMM), projeto da Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Economia Criativa (Sedetec), juntamente com o Sebrae Pernambuco, que capacitou novas marcas para o evento com mentorias em gestão e inovação. Além disso, haverá participação de mais um grupo de designers pernambucanos que já estiveram em projetos do Marco Pernambucano da Moda. São empresas diversas de moda masculina e feminina, calçados e acessórios dentro do conceito de autoralidade.

Para a presidente da Acic, Ivania Porto, a parceria público-privada para o evento demonstra que a Rodada de Negócios se configura como um patrimônio do Polo de Confecções do Agreste. “A Rodada é realizada pela Associação, mas não é apenas da Associação, é uma iniciativa da nossa cadeia têxtil e de confecções que alavancou a competitividade da nossa indústria e nos projetou nacionalmente. Sem a correalização do Sebrae e a participação desses agentes seria difícil levar adiante um projeto tão grandioso, principalmente em uma fase de tantos desafios”, enfatiza.

A RNMP conta com o patrocínio do Banco do Nordeste (BNB), do Governo Federal, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (SDEC), da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) e do Governo do Estado. A Prefeitura de Caruaru, o Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções de Pernambuco (NTCPE), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), a Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit), a Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap) e o Sindicato das Indústrias do Vestuário do Estado de Pernambuco (Sindivest/PE) são parceiros da iniciativa.